Os pensamentos andam mais polêmicos que de costume esses dias. Quero que fique claro, agora e sempre, que eu sou da opinião de que qualquer assunto deve ser levantado e discutido. Nada deve ser tabu, principalmente numa época como essa, onde nosso moralismo, de fundo judaico-cristão-passivo, está por um fio, tantas foram as provas do … Continue reading

“Estupra, mas não mata.”

O Maluf só não é Hitler porque é mais esperto. Porque o grau de desumanidade dessa frase não só choca como irrita, pelo contexto no qual foi dita. E nós. Nós só não somos monstros porque ninguém é tonto de assumir nada. E porque a gente já sabe o resultado do radicalismo festivo. Gerações passam … Continue reading

Sucos Bárbaros.

Maria Betâmara (tamarind), Maracugil (passion fruit), Galraná Costa (guaraná) e Abacaetano (avocado). These are the flavours of “Sucos Bárbaros”, created by a brazilian design company as a parody of “Doces Bárbaros”, a post-tropicalist group formed by Maria Bethânia, Gilberto Gil, Gal Costa and Caetano Veloso in the 70’s. In the USA, designer Marc Valega has … Continue reading

If you say so.

“Brazilian Baia is a smooth and subtle tea with the romantic aromatic flavours of vanilla, cocoa and coconut, and the experience is one of indulgence. It truly is reminiscent of Brazil, the land of the sensual and exotic lifestyle.“ By the way, the tea’s actually really good. Doesn’t taste like mulatas, but it’s pretty close. Continue reading